Fotógrafa comemora o aleitamento materno, apesar dos inimigos virtuais…

A fotógrafa e mãe, Jade Beall, fez fama na Internet, desde que passou a capturar imagens que celebram as imperfeições e a diversidade do corpo feminino. Sua especialidade é fotografar  mulheres reais, especialmente as mães. Um recente incidente com a publicação de uma foto onde a amamentação era o destaque foi um lembrete desanimador para Beall: a de que muitos usuários do Facebook não estão na mesma sintonia que ela e suas fotografadas em relação ao aleitamento materno.

Como suas fotos normalmente apresentam nudez, Beall desfoca as partes do corpo que não são permitidas no Facebook quando ela as compartilha em sua fanpage, mas segundo as normas do site, especificamente as fotos de amamentação, são permitidas. (Nudez: o Facebook tem um política rígida contra o compartilhamento de conteúdo pornográfico e qualquer conteúdo sexualmente explícito onde um menor de idade está envolvido. Também impomos limitações na exibição de nudez. Almejamos respeitar o direito das pessoas de compartilhar conteúdo de importância pessoal, sejam fotos de uma escultura, como Davi de Michelangelo, ou fotos de família da amamentação de uma criança).

No dia 05 de fevereiro deste ano, Beall postou uma foto de um grupo de sete mães amamentando seus bebês, uma de suas favoritas. A imagem conquistou milhares de curtidas e compartilhamentos em poucas horas. E embora ela tenha ficado satisfeita ao ver que muitos de seus 75 mil seguidores “amavam” a foto, Beall também recebeu uma enxurrada de comentários negativos, classificando a foto como “repugnante”, além de várias mensagens de pessoas, a maioria homens, pedindo para ela remover a imagem.

Bem, acho que esse é o momento de você ver a tal foto, antes de continuarmos:

Sem título

Depois de 24 horas no ar, alguém relatou ao Facebook que Beall tinha esquecido de desfocar um dos mamilos. Depois de ter sido banida do Facebook várias vezes no passado, a fotógrafa suprimiu rapidamente o mamilo e substituiu a foto por uma versão turva do mamilo, versão que pode ser vista até hoje na fanpage da fotógrafa.

Beall não culpa o Facebook pela repercussão e nem pelo que aconteceu, mas sim a cultura que o site de mídia social reflete. Segundo a fotógrafa, “o Facebook permite que os americanos considerem como ‘comportamento aceitável’ imagens hiper-sexualizadas de mulheres nuas e outras coisas ‘verdadeiramente preocupantes’ que parecem onipresentes na mídia social. Mas quando vemos uma mulher vulnerável e amamentando, posando para uma artista, é como se, de alguma forma, eu quebrasse as regras do que é aceitável”. Será?

Em julho de 2014, outra fotógrafa, Ashlee Wells Jackson, fez uma campanha no Facebook  no Instagram para acabar com a “censura em relação à maternidade”, depois que suas imagens de mães amamentando foram removidas repetidamente dessas redes sociais. Na época, um representante do Facebook disse ao The Huffington Post que cada foto, antes de ser removida, é avaliada por um funcionário. E certamente há espaço para erros. “É muito difícil classificar se cada foto denunciada contém ou não cenas de nudez, especialmente quando milhares de fotos são compartilhadas todos os dias, o que, por vezes, resulta em conteúdo removido por engano”, disse o porta-voz da rede social.

E você o que achou da foto de Jade Beall? Nós, do blog #euapoioleitematerno, vamos apoiá-la, compartilhando a foto nos nosso próprio perfil e escrevendo palavras de incentivo ao trabalho dela. E você?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s