Se você não apoia a amamentação em público, você não apoia o aleitamento materno

Pope Francis

Mães, “não mães”, celebridades, “não celebridades” e profissionais de saúde já vieram a público saudar e defender o aleitamento materno, e no final do ano passado, o Papa fez o mesmo.

Em entrevista ao La Stampa, o papa Francisco foi questionado sobre a situação das crianças que passam fome no mundo. Em resposta, ele sugeriu que as pessoas devem reciclar comida e desperdiçarem menos. Em seguida, contou uma história que era um lembrete de que as mães que estão amamentando não devem ter vergonha de alimentar seus bebês quando eles estão fome:

Na audiência geral, no outro dia, havia uma jovem mãe com um bebê de apenas alguns meses de idade. A criança estava chorando, percebi que seus olhos estavam arregalados quando passei. A mãe estava acariciando-a. Eu disse a ela: “Minha senhora, eu acho que ela está com fome”. “Sim, é hora de mamar…”, respondeu ela. “Por favor, dê algo para ela comer!”, eu disse. Ela era tímida e não queria amamentar em público, enquanto o Papa estava passando…

Nem todos necessariamente compartilham do posicionamento do Papa sobre a amamentação. São muitos os relatos de mulheres no Brasil e em diversos lugares do mundo que já sofreram algum tipo de discriminação ou reprimenda ao amamentar em público. E é preciso deixar claro que quem não apoia a amamentação em espaços públicos, não apoia o ato de amamentar em si.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s