Aleitamento materno ajuda a reduzir as taxas de infecção de ouvido em bebês

Uma boa notícia para muitos pais no novo estudo publicado no Pediatrics: as taxas de infecções de ouvido, durante o primeiro ano de um bebê têm diminuído. Os pesquisadores sugerem que taxas mais altas de amamentação, o uso de vacinas e menores taxas de tabagismo podem ser os principais fatores para esses resultados.

O novo estudo revelou que as taxas de infecção do ouvido caíram significativamente, uma vez que estudos semelhantes foram realizados no final de 1980 e de 1990. As taxas de infecção no ouvido foram de 18% para 6% aos três meses idade, de 39% para 23% aos seis meses de idade e de 62% para 46% em bebês de um ano.

De outubro de 2008 a março de 2014, os pesquisadores acompanharam 367 bebês, com menos de um mês de idade, até o seu primeiro aniversário. Eles reuniram informações sobre a história familiar de infecções de ouvido, exposição à fumaça do cigarro, aleitamento materno e alimentação com fórmulas.  Os pesquisadores também coletaram amostras de muco do nariz e da garganta, ao longo do estudo, para procurar identificar infecções. Os pais notificaram a equipe de estudo sempre que o bebê tinha qualquer sinal de infecção no ouvido ou no trato respiratório superior, como um resfriado comum. Um médico do estudo, em seguida, se colocava à disposição para ver o bebê dentro de cinco dias.

As evidências coletadas mostraram claramente que as infecções respiratórias frequentes e a falta de aleitamento materno são os principais fatores de risco para infecções de ouvido. A amamentação prolongada foi associada com reduções significativas tanto dos resfriados, quanto das infecções do ouvido, uma complicação comum do frio.

É provável que as intervenções médicas nas últimas décadas, como o uso de vacinas para pneumonia e para gripe, tenham diminuído a incidência de infecções também, assim como o fim do tabagismo, que também ajudou a reduzir a incidência de infecção no ouvido.

A otite média aguda, ou infecção no ouvido, é uma das infecções mais comuns na infância, uma das principais causas de visitas a médicos por crianças e a razão mais comum de as crianças tomarem antibióticos ou se submeterem à cirurgia. Ter uma infecção de ouvido com menos de 6 meses de vida aumenta o risco de ter o problema repetidamente mais tarde na vida.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s