Nós precisamos falar sobre copos

Post originalmente publicado no blog  Mama Bean Parenting

Eu publiquei um post há alguns dias sobre o fato de ter amamentado meu filho mais velho, de 04 anos de idade, num vôo.

2016-03-30-1459328650-9445339-11903725_10101761033591567_5717650964887938081_n2-thumb

Nem é preciso dizer que a postagem me trouxe inimigos.

Mesmo o meu site seguindo literalmente as referências e normas internacionais de aleitamento materno, muitos não tem clareza que a amamentação até – e além – do dois anos de idade é o ideal… Parece que muitas pessoas realmente não têm informação sobre o assunto.

Você pode pensar e até desculpá-las: as pessoas não são exatamente bem versadas em protocolos de cuidados de saúde ou diretivas da OMS! É claro que elas não sabem as recomendações! No entanto, é fácil supor, pelo menos, que elas tenham discernimento para distinguir a amamentação do beber / comer, em geral, não?

Por exemplo, quando vemos uma criança com um copo de água, não pensamos imediatamente que ela não receba nenhum outro alimento ou bebida durante todo o dia, certo? E se vemos uma criança se deliciando com um sanduíche, não nos salta a conclusão de que ao coitadinho não é oferecido qualquer outra alimento, não é?

Então, por que é que as pessoas pensam que os bebês e as crianças que são amamentadas não recebem nenhum outro alimento ou bebida? Em que planeta essa conclusão é lógica? Tenho literalmente perdido a conta do número de vezes que eu li o seguinte comentário sobre um de meus artigos pró-amamentação no HuffPost:

“Muito velho! Já é tempo de dar um copo com canudinho, por favor!!! Meu filho já comia sólidos e bebia leite de vaca bem antes dos 4 anos de idade!”.

Bem, meu filho também já sabe usar copinhos, como qualquer criança de 04 anos de idade.

Será que estas pessoas realmente pensam que uma criança que ainda mama, aos 4 anos de idade, viveu e cresceu, somente com leite materno por quatro anos inteiros? O leite materno é absolutamente incrível, mas não é suco de duende mágico.

Quem olha para a sua própria criança amamentada de 1, 2, 3, 4, 5 anos, ri, e eu também! Porque, para decepção dos que espalham ódio, nós somos muitos.

2016-03-30-1459328161-6781500-sippycupJPEG-thumb

Hoje cedo, eu estava conversando com uma amiga sobre o ataque de negatividade sobre o meu post. Esta amiga também amamenta o seu filho 4 de anos de idade (veja, somos realmente muitos). De qualquer forma, minha amiga e eu estávamos conversando sobre por que as pessoas tomam como errada a ideia de amamentar uma criança de 4 anos de idade e gritam: “use um copo com canudinho”.

Minha amiga foi sábia os responder:

“Os que odeiam essa cena devem ter visto apenas recém-nascidos sendo amamentados, por isso pensam que é assim que funciona o tempo todo”.

Ela está certa. A amamentação literalmente é uma arte perdida. Um tabu silencioso reservado para a mais nova das almas e substituído pelo leite de vaca brilhante embalado em algum momento. Desde quando o leite humano sendo ofertado para crianças humanas é visto como algo normal?

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, 36% das crianças com idade entre 0 a 6 meses são amamentadas exclusivamente. Isto significa que uma gritante porcentagem de 64% não o são. A maioria das crianças não é amamentada, por isso não é surpresa constatar que muitas pessoas não tenham ideia do quanto a amamentação é um fato normal e saudável. Adicione a isso o fato de que 71% das mães entrevistadas pela Lansinoh consideravam que com 2 anos de idade “a criança era velha demais para ser amamentada”. Realmente não podemos ficar surpresos quando as pessoas não conseguem dissociar o copo com canudinho do peito cheio de leite.

No entanto, a amamentação que perdura durante a infância não é apenas biologicamente normal, é também uma recomendação médica que é suportada em todo o mundo. A Academia Americana de Médicos de Família (AAFP), por exemplo, tem o seguinte posicionamento:

“Tal como recomendada pela Organização Mundial de Saúde, a amamentação idealmente deve continuar além da infância, mas esta não é a norma cultural nos Estados Unidos e requer apoio e encorajamento. Estimamos que a idade de desmame natural para os seres humanos está entre dois e sete anos. Os médicos de família devem ser informados sobre os benefícios em curso para a criança da amamentação prolongada, incluindo a proteção imunológica, melhor ajustamento social e disponibilidade de uma fonte sustentável de alimentos em tempos de emergência. Não há nenhuma evidência de que estender a amamentação seja prejudicial para a mãe ou para a criança… Se a criança tiver menos de dois anos, ela está em risco aumentado de doenças se for desmamada”.

É por isso que eu estou escrevendo isso agora. E é por isso que existe a minha página de Facebook, cheia de crianças amamentadas e fortes e mães prósperas e orgulhosas. É através da partilha de nossas histórias e priorizando fatos acima de opiniões equivocadas que incentivamos e capacitamos outras mães a amamentar seus bebês, de acordo com as diretrizes internacionais de saúde e as necessidades biológicas humanas.

Anúncios

3 comentários sobre “Nós precisamos falar sobre copos

  1. Fernanda disse:

    amamentei Nickolas e Samuel meus bebes até Os 2anos e 7meses estou tirando por que estou perdendo muito peso com muita dó. Pois amamentei até Esse tempo com muito amor e nao tinha vergonha de amamentar em puplico eu apoio a amamentação até Os 4anos triste por nao conceguir, filhos gemelar foi uma tarefa ardua porém satisfatória e com muito amor envolvido.!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s