Uma dica de investimento para os líderes mundiais: amamentação faz países saudáveis e mais ricos

Pode surpreender a muitos saber que uma das coisas mais poderosas que um país pode fazer para se colocar num caminho de saúde e de prosperidade começa no dia em que um bebê nasce. O crescimento e o desenvolvimento saudável das crianças beneficiam não só as famílias, mas a sociedade como um todo. E isso está intimamente relacionado a uma boa nutrição. E quando se trata de uma boa nutrição, não existe nada melhor do que o leite materno.

Amamentação: a pedra angular da saúde e do desenvolvimento

Novas evidências, recentemente publicadas na revista médica britânica The Lancet, revelaram que a amamentação tem o poder de salvar mais de 800.000 vidas de crianças a cada ano e aumentar o QI de uma criança de três a quatro pontos. Isso faz com que apoiar o aleitamento materno seja a maior ação que podemos tomar para garantir que as crianças sobrevivam e prosperem.

O leite materno não só atua na primeira linha de defesa de uma criança, protegendo contra infecções, doenças e outras ameaças potencialmente fatais, como também atua como combustível para o desenvolvimento do cérebro. As evidências científicas mostram que quando as crianças são amamentadas por mais tempo e exclusivamente durante os primeiros seis meses, elas são mais propensas a ter melhor desempenho na escola, conseguir empregos mais bem remunerados, além de contribuir mais para a economia do seu país.

Apesar dos enormes benefícios da amamentação, menos de 40% das crianças com menos de 6 meses são amamentadas exclusivamente ao redor do mundo, resultando em enormes perdas de saúde e econômicas para os indivíduos e as nações. Em países de baixa renda, como Bangladesh e em países de renda média, como o México, baixas taxas de amamentação custam até US $ 70 bilhões por ano em saúde e perda de produtividade. Em países de alta renda, como os EUA, este número chega a mais de US $ 230 bilhões em perdas.

Promoção do aleitamento materno no Vietnã

Como o The Lancet salienta com razão: “O sucesso na amamentação não é de responsabilidade exclusiva de uma mulher, a promoção da amamentação é uma responsabilidade social coletiva”.

Esta visão contribui para o sucesso de um programa apoiado pela Fundação Bill & Melinda Gates, Alive and Thrive, que é um estudo de caso excelente para como os países podem aumentar as taxas de amamentação.

Desde 2009, as taxas de amamentação no Vietnã triplicaram de 20% para mais de 60%. Este aumento é devido em parte aos esforços inovadores de comunicação e advocacy para apoiar a crescente vontade política por parte dos responsáveis ​​políticos vietnamitas para proteger a amamentação.

Há cinco anos, a Alive and Thrive  lançou vários spots de televisão no Vietnã para promover o aleitamento materno, buscando esclarecer  as percepções equivocadas sobre a adequação do leite materno. Seus spots com  “bebês falantes” na TV foram vistos por novas mães em todo o país, chegando a 800.000 mulheres, só em 2013.

Apenas um ano do lançamento dos spots de TV, as taxas de aleitamento materno exclusivo tinha aumentado para mais de 40% Mas não foram apenas os comerciais de TV que mudaram o cenário no Vietnã. Em 2012, a Assembleia Nacional Vietnamita estendeu a licença de maternidade remunerada de quatro para seis meses para apoiar as mulheres a amamentarem exclusivamente durante os primeiros seis meses de vida da criança.

Países como Vietnã nos mostram que um progresso incrível é possível. O que é necessário é uma ação política e investimento no apoio às mães que amamentam.

O momento de investir é agora

Apesar dos pessimistas, a ciência é clara: a amamentação salva vidas e dá às crianças o melhor início de vida. E nós sabemos o que funciona: a mudança de políticas e normas sociais pode fazer uma enorme diferença para o sucesso do aleitamento materno para a mãe e o bebê.

É hora de os formuladores de políticas públicas acelerarem e reconhecerem que as sociedades saudáveis ​​não são feitas, elas são sonhadas e construídas. E a principal matéria-prima são os bebês que nascem todos os dias. Vamos assegurar que nossos bebês e cidadãos tenham um grande começo, dando-lhes a oportunidade de colher os benefícios incríveis de amamentação.

Quando os líderes mundiais fizerem a convocação, na véspera dos Jogos Olímpicos de 2016, no Brasil, da Cimeira da Nutrição pelo Crescimento, eles têm a chance de fazer compromissos corajosos para melhorar a vida das crianças em todos os lugares. Não há lugar melhor no mundo que o Rio de Janeiro para se firmar um grande pacto em prol da amamentação.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s