Amamente discretamente…Você já ouviu isso?

Military-Moms-Breastfeeding

A visão que a sociedade tem dos seios da mulher muda com o tempo e com a maternidade. Eles passam de “ferramentas de sedução” a “ferramentas de alimentação”… Então você vai entender minha confusão, incredulidade e tristeza, quando ouço alguém recomendar a uma mãe para que ela seja “discreta”, enquanto alimenta/amamenta seu filho.

Discreta é a atitude cuidadosa que alguém tem que adotar para evitar constrangimentos, não é? É estranho, porque ninguém nunca pede para uma mulher ser discreta em relação aos seus seios antes de ela ser mãe. Ninguém parece preocupado com um biquíni sumário, um topless, uma transparência reveladora, com as propagandas de lingerie projetando seios nas ruas, com os desfiles de Carnaval… Então, por que, o peito de uma mãe deve ser entregue a seu filho discretamente durante a amamentação? O que é tão embaraçoso na visão de uma criança desfrutando uma bebida? O que é tão indiscreto no peito cheio de leite na boca de uma criança?

As “regras para a amamentação” e exposição do seio materno são muito específicas. Parece que o nível tolerável de “exposição” não deve exceder uma pequena quantidade da parte superior do peito. As regiões mais baixas e laterais são estritamente reservadas para o aleitamento do bebê em locais fechados. O mamilo e a aréola são reservados para a santidade do lar. O mamilo é o elemento intocável, inequivocamente censurado, o que torna tudo mais difícil para as mães que desejam alimentar seus bebês.

Pergunto novamente: o que é tão indiscreto num peito cheio de leite? Aparentemente, nada, pois as mulheres que não amamentam têm seus seios admirados, são “armas de sedução”. Por outro lado, os bebês alimentados exclusivamente com fórmulas infantis e por meio de mamadeiras não são encaminhados a banheiros públicos para se alimentarem. As mamadeiras não precisam ser enroladas em um pano enquanto os bebês a sugam. Assim, ao que parece, em termos simplistas, o “problema” está na união do leite com o peito. Quando colocamos os dois juntos, os problemas surgem. Nenhuma mãe é obrigada a amamentar em público se não se sentir confortável, e isso não fará dela menos mãe do que as que amamentam sem problemas.

Quem poderia imaginar que os corpos femininos, cansados, ​​após o parto, poderiam produzir essa bebida tão polêmica, rica em anticorpos, ouro líquido? Esta poderosa ferramenta que as mulheres possuem é absolutamente fantástica e assegura a sobrevivência da espécie. E, no entanto, se elas não colocarem o mamilo na boca do bebê com a discrição de um agente secreto, serão repreendidas, banidas, humilhadas, ofendidas…

Fico triste por todas as mães que sentem que devem esconder seus seios enquanto alimentam seus filhos, por medo de constrangimento. Não devemos continuar perpetuando esse preconceito: que a amamentação é embaraçosa.  A amamentação é uma estranha combinação de magia e normalidade. É algo para se maravilhar com respeito, não para se esconder.

Anúncios

5 comentários sobre “Amamente discretamente…Você já ouviu isso?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s