Mitos sobre a amamentação que insistem em “voltar”… – parte 01

slide_360645_4037153_free

Mito # 1: O aleitamento materno é fácil.

Sim, os bebês e as mães são “projetados pela natureza” para a amamentação. E sim, para algumas novas mamães, amamentar é muito fácil. Mas a noção de que para a maioria das mulheres esse é um processo completamente intuitivo, sem curva de aprendizado, não é uma verdade absoluta. Algumas mulheres e seus parceiros têm dificuldade em conceber, e algumas mães e bebês lutam para “pegar o jeito da amamentação”. Em casos de dificuldades, o melhor a fazer é encontrar um profissional qualificado que possa e esteja disposto a apoiar e orientar esses pais a atingir a meta do aleitamento materno.

Mito # 2: A dor é normal.

A amamentação  nem sempre é fácil, mas isso não significa que deva doer. Nós sabemos que a dor durante a fase de aleitamento materno pode acontecer, e parte da razão por que ela é considerada comum é a falta de orientação adequada sobre as técnicas (pega, posição) nas últimas décadas, o que torna a amamentação difícil e dolorosa. Atualmente, os especialistas estão mudando suas orientações, deixando que a mãe recline seu bebê, descansando seu peso contra seu corpo. Mas qualquer que seja o culpado por trás de sua dor no peito, não a aceite em silêncio. Busque ajuda profissional.

Mito # 3: Você pode preparar seus seios.

É uma coisa boa para pensar sobre a amamentação antes de o bebê chegar, para esclarecer quais são seus objetivos e decidir como você vai bombear o leite, se você voltar ao trabalho. Mas você não precisa fazer nada para preparar seus seios. As mamas não precisam endurecer. Se elas ficarem calejadas é por outra razão, não porque você, de alguma forma, não conseguiu preparar os seus mamilos.

Mito # 4: Quanto mais água você bebe e quanto mais saudável é sua dieta, mais leite você vai produzir!

Hidratação e boa alimentação são importantes para as mães que amamentam, assim como são importantes para as mulheres grávidas (e para qualquer um, em qualquer fase da vida). Mas as mulheres que estão amamentando não precisam beber um oceano de líquidos. Não existe uma hidratação perfeita ou uma dieta perfeita para melhorar e/ou aumentar sua quantidade de leite. Sim, algumas mães podem precisar alterar suas dietas, a fim de atender a bebês com certas sensibilidades, mas isso é a exceção, não a regra. Da mesma forma, beber mais líquidos, além do necessário, não vai afetar drasticamente a oferta de leite de uma mulher ou a qualidade desse leite.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s