Dicas para amamentar com sucesso – parte 02

amber-and-carmen-img_0679_0121

Converse com as enfermeiras

Você pode até estar bem informada, mas não deixe de tirar as últimas dúvidas com as enfermeiras quando seu bebê nascer. Não economize nas perguntas: elas estão preparadas para isso.

Não agende horário

A amamentação deve acontecer sempre que seu filho estiver com fome. É o que os médicos chamam de livre demanda. Um estudo do Instituto de Pesquisas Sociais e Econômicas da Universidade de Essex, na Inglaterra, mostrou que os bebês alimentados toda vez que tinham vontade se saíram melhor em provas escolares, incluindo testes de QI. O recém-nascido leva, em média, 40 minutos para mamar. Com o passar dos meses, o período entre cada mamada vai aumentando e, assim, vocês conseguem se organizar melhor.

Ofereça os dois seios a cada mamada

O leite que sai no final é rico em gorduras e, portanto, fundamental para a criança ganhar peso. Para não esquecer qual foi o último seio que você deu, use sutiãs com marcadores ou anote. Se tiver um smartphone e quiser aproveitar alguns recursos a mais, baixe aplicativos como o Breastfeeding Management e/ou o Baby Nursing/Breast Feeding Tracker (para iPhone) e/ou o Breast Feeding Tabulator (para Android). Neles, há ferramentas que marcam o número, a duração e o intervalo entre as mamadas. Mas, após terminar o primeiro seio, ofereça sempre o segundo. Quem vai definir a necessidade do segundo seio é o bebê.

Prepare-se para as mamadas noturnas

Nos primeiros dois ou três meses, em alguns casos, os médicos recomendam que o bebê seja acordado durante a noite para mamar, caso não desperte sozinho. O mesmo vale para o restante do dia, a criança não deveria ficar mais de quatro horas sem se alimentar. Depois, o pediatra avalia cada caso. Uma boa poltrona de amamentação é útil, mas não imprescindível. No dia a dia, você vai amamentar no seu quarto, na sala, na casa dos outros e até em público (por que não?), como você vai ver em seguida.

Tudo bem amamentar em público

Isso vai acontecer, de cara, na maternidade. E, depois você vai querer passear com seu filho, participar das comemorações e também levá-lo ao pediatra ou ao posto de saúde para vaciná-lo. Se deixar o seio à mostra está fora de cogitação, vale cobri-lo com uma fralda de pano ou então comprar uma capa de amamentação, vendida em lojas especializadas para gestantes. O acessório vem com um prendedor, que fica ao redor do seu pescoço, e aí não precisa se preocupar se o pano vai cair. Ao sair, prefira roupas que facilitem o processo, como camisas ou blusas e vestidos cachecour. Mas não há nenhum problema se você quiser amamentar em público. Precisamos mudar essa cultura que vê com maus olhos uma mãe amamentando seu bebê para alimentá-lo e curte seios à mostra no Carnavale nas praias.

Cuide da sua alimentação

Sim, ela é importante durante a amamentação também, porque os nutrientes que você consome (assim como os seus anticorpos) passam pelo leite para o bebê. Tanto que uma pesquisa feita pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro com ratos mostrou o que pode acontecer quando a mãe tem uma alimentação rica em gorduras: as taxas de triglicérides dos filhotes aumentaram e pior, os níveis de HDL (o colesterol bom) diminuíram. Não há estudos que relacionem a alimentação da mãe às cólicas do recém-nascido. Até mesmo a cafeína pode ser consumida com moderação, de acordo com estudo recente da Universidade Federal de Pelotas, publicado na revista Pediatrics, da Academia Americana de Pediatria. Os pesquisadores concluíram que uma xícara de café ao dia (ou seja, 200 miligramas de cafeína) não interfere no sono dos bebês.

O seu leite é forte, acredite!

Não existe leite fraco, até o das mães desnutridas é rico. O que pode acontecer é você ter mais ou menos leite. Para garantir uma quantidade abundante, beba muito líquido. A sucção estimula a produção do leite: quanto mais o bebê mamar, mais você vai produzir. Por último, nenhum alimento aumenta ou melhora a qualidade do leite, ao contrário do que diz a sabedoria popular.

Tenha uma moringa sempre por perto

Vale água, suco, chás (sem cafeína) e até sopas. O importante é hidratar o organismo o dia inteiro. Caso você sinta que o leite está “secando”, certifique-se de que o bebê está sugando corretamente. Evite o uso de mamadeiras, porque elas dificultam a readaptação ao bico do seio.

Amamentando gêmeos

O aleitamento de gêmeos pode ser feito separadamente ou ao mesmo tempo. As dificuldades estão em organizar as mamadas (lembrar quem mamou por último, por exemplo) e encontrar as posições adequadas. Uma das maneiras de segurá-los ao mesmo tempo é colocar dois travesseiros sobre o colo e posicionar os bebês virados para lados opostos, com as cabecinhas próximas. Evite escolher um peito para cada criança. Aos poucos a mãe vai descobrir, junto com os bebês, a melhor forma de amamentá-los.

O segredo é a paciência

A amamentação pode ser aprendida, agora você já sabe, e existe solução para a maioria dos obstáculos. Troque experiências com outras mães, consulte a CRESCER, seja perseverante. Vai valer a pena, garantimos.

E se…

. . . O PEITO RACHAR

Se a pega for feita de maneira errada, pode machucar a região (ui!). O médico pode indicar uma pomada à base de lanolina para tratar e para que você continue amamentando e dar outras orientações. Fale com ele.

. . .ELE SÓ MAMA EM UM DOS SEIOS

Não há motivos médicos para isso. O que pode estar acontecendo é que você segura o bebê melhor de um lado ou o posiciona melhor com um dos braços. Preste atenção na próxima vez.

. . . O LEITE EMPEDRAR

Isso se chama ingurgitamento mamário e pode levar à mastite. Acontece porque a mama não está esvaziando direito, pois o bebê não mama o suficiente ou porque se produz muito leite. Massageie os seios antes e durante o aleitamento com movimentos leves, com as pontas dos dedos em direção ao bico. Além disso, ordenhe um pouco antes da mamada para retirar o excesso. Se o seio estiver duro, tire sua temperatura. Se for maior que 37,8º C, procure o médico ou um posto de saúde para fazer uma avaliação.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s