Amamentar alimenta, mas é essencialmente um ato de amor…

lakeisha-and-anaiia-1225

Quando eu me formei, em 1979, a orientação alimentar que era dada em consultas de puericultura incluía a introdução do suco com um mês de vida, a papa de frutas aos dois meses, o almoço aos três e o jantar aos quatro meses.

Passados 30 anos, após muitos estudos e pesquisas, a sociedade deve buscar assegurar condições para o aleitamento materno exclusivo desde a primeira hora de vida até o 6º mês de vida e prolongado até os 2 anos ou mais, como forma de promoção à saúde, propiciando o crescimento e o desenvolvimento saudáveis das crianças.

Fatores relacionados à criança, à mãe, à família, à sociedade, à economia, dentre outros, justificam essa transformação social.

No Brasil, mesmo cientes de todas as vantagens de amamentar, ainda precisamos evoluir muito nesta questão. A média estimada de aleitamento materno exclusivo é de cerca de dois meses e uma semana e no total, até cerca de quatro meses e meio.

A meta da Organização Mundial de Saúde (OMS) é de que 95 a 100% das crianças até seis meses de idade estejam recebendo apenas leite materno. No Brasil essa taxa é de 41%.

Nossos números não são nada animadores. Por outro lado, essa estatística nos mostra que podemos trabalhar muito para obter esta conquista social e temos muito a fazer para transformar essa realidade.

A informação é apenas o começo desse caminho. Não podemos assumir que todos saibam o óbvio. Precisamos informar corretamente a um número crescente de pessoas. E essa é uma missão não apenas dos médicos e profissionais de saúde. Todos somos responsáveis.

A família, a escola, os profissionais de saúde, a mídia, os órgãos governamentais são parte integrante dessa rede pró-aleitamento. Cada um tem um papel a cumprir: informar, fiscalizar, propiciar condições econômicas, sociais, emocionais para que o bebê possa usufruir do leite materno, permitindo que ele cresça e se desenvolva dentro da totalidade de seu potencial.

Amamentar é muito mais do que alimentar a criança. Dar o peito é muito mais que oferecer o melhor alimento que existe. É também dar saúde, carinho e proteção.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s